Energia de Ativação

Na natureza podemos observar diversos fenômenos fascinantes que podem ser aplicados em áreas antes não imaginadas, a sequência de Fibonacci, por exemplo, que foi conhecida no século XIIV pode ser notada em inúmeros arranjos que vão desde a anatomia humana até a forma da folha de um broto. Haveria então outras propriedades vistas na natureza que podem ser trazidas para além de sua origem e ir ao nosso mundo interno?

Energia de Ativação:

É a energia mínima que os reagentes precisam para que inicie a reação química. Esta energia mínima é necessária para a formação do complexo ativado.

“Energia de ativação (Eat)” em SóQ. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2021.


A reação química endotérmica é aquela que absorve calor, ela esfriará o meio em que esta pois essa propriedade foi de certa forma transformado na energia necessária para a reação química ocorrer. Esse tipo de reação é a que desejamos em nossas vidas, aquela que combina os reagentes num novo produto por um caminho positivo.

Nós não vivemos sem absorver energia, ela vem da comida, da água e até a luz do sol é absorvida de forma indireta. Se você pretende realizar boas mudanças é necessário absorve-las, mas não confunda isso com drenar ou vampirizar a energia, mas sim aprender a utiliza-la de maneira eficaz. Mas como atingir a eficácia?

A definição básica da energia de ativação nos mostra exatamente o que procuramos: quanto menos energia precisarmos absorver para promover mudanças (na química diríamos que seria desencadear a reação) melhor e mais rápido será essa mudança. Ao primeiro momento parece confuso, mas você entenderá: se você procrastinar e não focar seu esforço na mudança que almeja, mais preocupação isso irá lhe causar e mais demora será o seu resultado, porém quando há uma decisão interna e se parte para o verbo, se parte para a ação mais eficaz você se torna e menos energia será consumida.

Entendemos que a reação endotérmica absorvia calor, entendemos que essa reação é o caminho positivo na qual o individuo utiliza para partir para uma mudança onde estará em um novo patamar energético, um novo patamar em sua vida. Porém, seguindo essa grande analogia (até então), o que seria então a reação exotérmica? Ela se trata da reação que libera calor, não energia em si mas uma representação física desta.

Num primeiro momento poderíamos analisar prematuramente a reação exotérmica como sendo algo positivo, entretanto devemos recorrer a definição da reação exotérmica: trata-se de uma reação em que o produto terá um patamar enérgico menor da que as dos reagentes, exalando calor ao ambiente. Isso ocorre quando o individuo esta regredindo, ou seja, passando por uma mudança negativa, ele derruba aquilo que construiu, a torna o que era seu (a anergia) disponível para outros absorverem.

A reação exotérmica é similar (mas não necessariamente idêntica) à depressão. Se analisarmos o gráfico de uma reação veremos que inicialmente há um acréscimo da energia que envolve os reagentes, quase como se um esforço fosse feito para chegar a um novo patamar, porém ela cai abruptamente exalando a energia térmica, causando-nos frustrações e aflições.

Ambas as reações tem sua importância, a exotérmica pode promover reflexões para evitar erros anteriores, evitar unir reagentes que cause dano ao patamar energético. Meu foco, porém, é a reação endotérmica, a capaz de promover mudanças drásticas na vida do individuo. Se você, como na química, busca a estabilidade, saiba que através da reação endotérmica você esta atingindo o que procura.

Padrão

Local de destino

Sobre o que vou escrever hoje? São tantas as ideias que tenho em minha mente e ao mesmo tempo são tantas as incongruências que nelas habitam. Escreverei sobre o que escrever pelo exercício nobre de se compilar os sentimentos, ideias e pensamentos num só lugar. Mas e você leitor, como será atraído por um texto não instigante e não atrativo? Fara pela arte de se entender, compreender e se conectar ao autor a ponto de sentir o que ele sentia enquanto escrevia.

Como se começa um paragrafo num ritmo lento e que dê a ideia de algo a mais muito interessante está por vir? Estigando o interesse do leitor eu penso. Como pode um caçador acertar seu alvo com precisão em uma única tentativa? A resposta é que ele já o acertou anteriormente, ele treinou sua mira com afinco. Por esse motivo eu acerto a curiosidade do leitor, já tentei diversas vezes essa tática.

Já andei por diversas ruas e sempre vejo como apesar de serem sempre diferentes há nelas algo em comum que vai além de sua arquitetura básica. Eu gosto de me concentrar naquilo que busco quando entro em uma rua, gosto do fato de a rua sempre me levar a algum lugar mesmo quando não há saída. E imagino que assim tu leitor veio a esse parágrafo, a diante te levarei a novos caminhos pois tu saíste de tua casa com um objetivo e esse objetivo aqui encontrará.

Se, por acaso, um músico faz música, um poeta escreve poesias e um pescador pesca, o que escolheria tu a fazer antes de nascer? Em primeiro lugar escolheria nascer e é isso que a ideia escolhe, nasce e então faz, por mais que precise crescer sabe que fará e faz. O que se esconde no mar do nosso imaginário é a matriz de ideias que querem vir a luz do consciente. Se quiser decidir por elas não esqueça que elas podem decidir por você, mas não antes de nascer.

Como se termina um texto aberto para interpretações que foi feito pela arte de se escrever? Se eu atingi o coração do leitor com a flecha do despertar minha missão está cumprida. Farei como a rua, levando-o para a próxima rua ou quem sabe o leitor esteja procurando o seu local de destino bem aqui.

Padrão