Quem é o Jovem Gafanhoto

O nome desse blog, Jovem Gafanhoto foi uma recomendação de um amigo da minha mesma idade que viu um pouco de si mesmo em um outro amigo, um pouco mais novo. A expressão faz claramente uma referência a praga simbólica do gafanhoto que nós homens temos dentro de nós. Essa praga é à vontade quase que incontrolável de devorar o que achamos atraentes em nossa frente até se sentirmos saciados.

“Acalme-se jovem gafanhoto, não se desespere. Se tu estas à procura de alguém saiba que esse alguém está a sua procura.”

O homem, seja ele casado ou solteiro tem uma parte animalesca dentro de si, ele carrega a praga dos gafanhotos de forma intrínseca ao seu ser, ele quer devorar tudo que vê pela frente até que o satisfaça. Essa parte animalesca é, de alguma forma abstrata e não concreta, a tendência a poligamia. Nós homens sentimos atração por outras mulheres mesmo estando acompanhado por nossa amada, mesmo a amando incondicionalmente, sentimos atração por outra mulher que atravessar nosso campo de visão.

Obviamente não é uma exclusividade do homem, é claro que a mulher também é pode sentir atração fisicamente por um outro homem mesmo na presença de seu amado companheiro. Mas o foco aqui é o homem, até porque o homem tem uma tendência biológica a assumir o papel de macho reprodutor, uma herança deixada por espécies nas quais adquirimos essa forma de “maldição”.

Não se engane. A chave para a quebra dessa “maldição” está dentro do próprio homem. Nós evoluímos e felizmente aprendemos a superar a dificuldade dessa herança deixada pelos nossos antepassados. Eu nunca paro de me fascinar de como a natureza nos coloca barreiras para que nós falhemos durante a vida e ao mesmo tempo oferece artimanhas para vencermos os empecilhos.

“Capacidade de controlar ou de ter o domínio sobre seus próprios impulsos, emoções e paixões; controle sobre si mesmo.”

A palavra autocontrole é esplêndida. Capaz de impedir uma praga, uma definição que define como o homem pode superar a própria carga genética deixada pelos requisitos evolutivos das nossas espécies passadas. Você não precisa mais se deixar levar pelos seus instintos, tu conheces o autocontrole, tu és homem.

Bem-vindos a capacidade discernimento e reconhecimento dos seus problemas internos e naturais do seu ser. Aqui tu és bem-vindo incondicionalmente e independente do que tu pensas, era ou é. Mas saibas que se tu tens coragem de entender e se aventurar por um novo mundo terás regalias. Bem-vindo ao Jovem Gafanhoto.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s